NOVOS MESTRADOS DA UFRN FORTALECEM INTERIORIZAÇÃO DA UNIVERSIDADE

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) teve duas propostas para novos cursos de pós-graduação aprovadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A primeira aprovação é referente ao mestrado acadêmico em Ciências da Reabilitação, vinculado ao Programa de Pós-graduação homônimo do Campus de Santa Cruz, com duas linhas de pesquisa e dez professores em seu corpo docente. A proposta de resolução deste programa foi aprovada em julho de 2015.


Na ocasião, o diretor da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa) na época, Ênio Walker Azevedo Cacho, salientou que a proposição favorece a questão da interdisciplinaridade e transdisciplinaridade. "A ideia incorpora ações acadêmicas diretas em quatro profissões: Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Educação Física e Fisioterapia. Além disso, pesquisadores das áreas de Medicina, Psicologia e Enfermagem, por exemplo, também podem integrar seus estudos ao Programa". A princípio, o programa engloba duas linhas de pesquisa: Fisioterapia na saúde da mulher, da criança e do adolescente, e Processos básicos neuromusculares, exercício Físico e Desempenho Motor.


A segunda proposta aprovada pela Capes é o Mestrado Profissional em Educação, Trabalho e Inovação em Medicina, que será oferecido pela Escola Multicampi de Ciências Médicas do Rio Grande do Norte (EMCM), cuja sede fica em Caicó. A pós-gradução também foi aprovada em julho de 2015 e se desdobrará em duas linhas de pesquisa: Determinação do processo saúde-doença e Educação médica e gestão da clínica e do cuidado.


"Este é mais um dos passos da nossa gestão para fortalecer a interiorização, por meio do fortalecimento e do apoio aos grupos de pesquisa, pois assim também entendemos que a gente avança na produção científica", analisou a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz.


A aprovação das duas propostas foi divulgada na última quinta-feira, 9, e são resultado da avaliação pelas respectivas áreas feitas durante a 164ª Reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES), realizada no período de 30 de maio, a 3 de junho de 2016, em Brasília.


Com essas novas aprovações, a UFRN passa a contar com 59 cursos de mestrado acadêmico, 41 cursos de doutorado e 21 cursos de mestrado profissional recomendados ou reconhecidos pela Capes. Somados, os números representam um aumento superior a 60% na oferta de pós-graduação stricto sensu quando comparados aos 74 cursos existentes nesta modalidade no ano de 2009.


 


Fonte: site da UFRN



(14/06/2016 às 17:37)

FACISA © Copyright 2010-2017. Todos os direitos reservados.
UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte