NOVA DIREÇÃO DO CAMPUS SANTA CRUZ DEFENDE ENSINO DE QUALIDADE

Compromisso com a causa pública e com o ensino superior de qualidade, além da defesa da igualdade social, movem a nova direção do Campus Santa Cruz da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), empossada na manhã de segunda-feira, 5, no auditório da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA), pela reitora Ângela Maria Paiva Cruz.


Na ocasião, a reitora historiou o passado do campus, a partir da gestão de Jucimar França Vilar Lima, primeira diretora. Naquele tempo, disse Ângela Paiva, "a educação superior, especialmente as universidades, vivia de padecimento e não de investimento".


O Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI) mudou esse cenário do ensino superior, disse a reitora. Na UFRN, acrescentou a Reitoria, mudamos radicalmente, implantado um Curso de Medicina Multicampi, acrescentando 20% a mais na nota da seleção do SiSU como argumento de inclusão regional para candidatos nativos do interior do estado.


Além disso já implantamos cursos de mestrado profissional em Currais Novos e em Caicó e estamos próximos da aula inaugural de curso igual, em Santa Cruz, relembrou Ângela Paiva.


À nova direção, a reitora sugere criatividade nesta fase de crise e a conclamou para continuar com a FACISA atuando em convergência com a esfera pública, o setor produtivo e a população em geral.


Os novos dirigentes


Diretor e vice, Edvaldo Vasconcelos de Carvalho Filho e Dimitri Taurino Guedes, relataram a um auditório lotado, por autoridades, políticas, eclesiais, gestores da UFRN, técnicos, docentes e alunos do Campus, além de representações de categoriais profissionais e de familiares, o crescimento e avanços do Campus Santa Cruz nos últimos sete anos, destacando o trabalho dos professores e técnicos.


Professores doutores do corpo docente da FACISA, ambos foram escolhidos pela comunidade universitária para gerir o referido campus até 2019. A nova direção coloca a "utopia" como estratégia para não esmorecer diante de percalços e/ou dificuldades que possam surgir, disse o professor Edvaldo Carvalho, em seu discurso de posse.


Despedidas


Antes, o professor Ênio Walker Cacho despediu-se da função desempenhada de 2011 a 2015, considerando o trabalho "um compartilhamento de sonhos com a comunidade universitária, administração central e a população de Santa Cruz".


Ênio Walker relembrou a participação do professor Hugo Tavares, in memoriam, na partilha desse sonho, e recebeu um troféu da 7ª Direção Regional de Educação (DIRED) da Secretaria Estadual de Educação, pelas parcerias com o estado em prol da educação pública.


Campus Santa Cruz


A presença da UFRN na região do Trairi começou na década de 80 do século XX, com a instalação do primeiro campus, conhecido como "Caiçarinha". Desativado por alguns anos, atualmente é constituído pela FACISA, unidade acadêmica especializada e criada pelo Conselho Superior Universitário (CONSUNI) em 2008, e o Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB).


Em um mês, a gestão central da UFRN terá finalizado o Plano Diretor do Campus Santa Cruz, cuja expansão física e acadêmica dar-se-á em uma área conhecida como "o terreno do DNIT", conforme negociações com a Prefeitura de Santa Cruz, parceira da instituição na região.


 


Fonte: site da UFRN



(07/10/2015 às 14:13)

FACISA © Copyright 2010-2017. Todos os direitos reservados.
UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte